Post Type

A unção de Deus é absolutamente necessária na vida de todos aqueles que estão envolvidos na causa do Senhor.

Somente conseguiremos realizar, com eficácia, o ministério que o nosso Deus nos concedeu se recebermos a virtude do Espírito Santo em nossos corações, Atos 1:8. Não podemos servir a Deus simplesmente com a nossa capacidade e recursos humanos. Em Isaías 6:1-8, nos deparamos com o texto que relata a grande experiência desse profeta com Deus e a sua chamada para um ministério profícuo e abençoado. A partir daquele encontro com o Senhor, Isaías obteve uma mudança radical em sua vida e tornou-se o profeta messiânico (o que mais profetizou acerca do Messias), tudo porque alcançara a unção de Deus.

Com uma gloriosa visão

Em Isaías 6:1-4, podemos perceber a sublime visão que o profeta tivera. Ele teve o privilégio de ver a glória de Deus quando adentrara ao Templo do Senhor. Era um momento de crise em Israel, em razão da morte de Uzias, o seu rei. No entanto, para Isaías foi um momento singular. Não podemos perder o ânimo diante das crises que o nosso país tem enfrentado, pois nesses momentos difíceis, o nosso Deus se manifesta e revela a sua glória àqueles que nele esperam.

Com uma genuína conversão

Ao ver ao Senhor e ouvir o louvor dos serafins, Isaías entendeu o quanto havia pecado perante Deus e compreendeu que estava longe de alcançar o padrão divino de santidade, Isaías 6:5. Além disso, demonstrou temor por ter tido uma visão de Deus e obteve uma real conversão. Precisamos ter uma autêntica experiência de conversão ao Senhor, reconhecendo que somos pecadores diante da santidade divina. O ser humano necessita de uma verdadeira conversão.

Com uma essencial purificação

No momento em que os lábios de Isaías foram tocados com uma brasa viva, tirada do altar, ele ficou sabendo que os seus pecados haviam sido perdoados, Isaías 6:6-7. Não foi a brasa que o purificou, mas o próprio Deus tinha perdoado os seus pecados e tirada a sua iniquidade. Não podemos nos conformar com a vida pecaminosa do mundo. Temos um Deus interessado em nos purificar de todo pecado, I João 1:7. Busquemos agora a santificação de nossas vidas.

Com uma valorosa missão

Quanto mais claramente Isaías via a Deus, mais consciente se tornava de sua impotência e incapacidade para fazer qualquer coisa de valor duradouro sem a presença divina. Contudo, estava disposto a ser o porta-voz de Deus, aceitando o seu chamado missionário, Isaías 6:8. Devemos nos colocar à disposição do Senhor, para trabalharmos em sua Seara, a despeito de nossas debilidades pessoais. Devemos responder como Isaías: “eis-me aqui, envia-me a mim”. Podemos, sem dúvida alguma, alcançar a unção do Espírito Santo em nossas vidas. Creiamos nisso de todo o nosso coração e busquemos uma real experiência com o nosso Deus.

Pr. Advanir Alves Ferreira